Foto: motorcyclistonline.com

A famosa revista americana Motorcyclist escolheu dentre todos os modelos fabricados no último século o que mais se destacou: Honda CB750, de 1969, o ano em que o homem pisou na Lua. Parâmetros de seleção? Não revelaram. Mas a escolha foi unânime dentre todos os avaliadores. Você concorda?

Conforme a publicação gringa, a CB750 ‘mudou tudo’.

“A moto não tinha uma engenharia inovadora – freios a disco, partida elétrica e escapamentos que já tinham sido feito antes. A CB750 era conservadora, até mesmo, com apenas uma única câmara e duas válvulas por cilindro. O brilho está em sua aplicação e a maneira ousada da Honda de utilizar a tecnologia de forma exótica”.

A revista conta que a CB750 foi a primeira motocicleta “moderna”. Conforme a publicação, o modernismo é definido pela forma como os seres humanos usam o conhecimento e a tecnologia para melhorar e reformular seu mundo, e não há melhor emblema do pensamento moderno que Soichiro Honda.

“Ele rejeitou totalmente a indústria de motocicletas existente provinciais, trocando as ideias estabelecidas com ponta de engenharia, tecnologia e técnica de fabricação. A CB750 foi o resultado direto deste novo processo, e seu sucesso revolucionou a forma como as motocicletas foram projetadas, construídas e vendidas”, afirma a Motorcyclist.

“Com seu motor visualmente imponente em linha com escapamentos reluzentes, a CB750 alcançava uma velocidade máxima de 125 mph. Mais importante para entusiastas da motocicleta, a CB750 atuou como protótipo para superbike e deu início a um épico de alto desempenho no segumento. Não haveria Honda CBR1000RR, nem Kawasaki ZX-10R, Suzuki GSX-R1000, Yamaha YZF-R1 caso a CB750 não tivesse chegado primeiro”, completa a avaliação da revista.

 

Fonte: http://www.bestriders.com.br/2012/06/29/honda-cb750-1969-a-moto-do-seculo-voce-concorda/